quinta-feira, 31 de julho de 2008

Coração de Pedra (I)

“...Faraó continuou de coração endurecido...” (Êx. 8.15)
Coração foi a palavra que a maioria dos povos escolheu para simbolizar o centro das emoções e dos sentimentos. Alguns nativos de lugares bem exóticos têm entendido que o centro das emoções e sentimentos é a garganta, para outros é o fígado, outros ainda acham que são os rins. Mas a maioria dos habitantes do Universo escolheram o coração como símbolo daquilo que hospeda as mais fortes sensações do ser humano, e até os escritores bíblicos entendem assim. Mas cientificamente todo e qualquer sentimento está no cérebro, ainda que alguns reflexos possam ser percebidos em órgãos do nosso corpo.
A Bíblia diz que Faraó tinha o coração duro, ou seja, um coração resistente e desobediente a Deus. Era um verdadeiro coração de pedra, no qual nenhuma semente divina podia brotar. Muitos são assim hoje em dia, endurecem o coração e só fazem as coisas ao seu próprio modo, são incapazes de ouvir um conselho ou uma sugestão. São incapazes de admitir que estão errados. As pessoas com coração de pedra têm as seguintes características.
1. São auto-suficientes. Não querem a ajuda de ninguém. Sentem vergonha de admitirem que precisam de ajuda e por isso fazem muitas coisas mal feitas por não permitirem que alguém lhes ajude. Preferem ‘quebrar a cara’ do que solicitar ajuda.
2. São teimosas. Insistem com seus pensamentos errados só para não admitirem que se equivocaram, e com isso muita gente acaba sendo prejudicada por causa dos seus caprichos. E se alguém tenta corrigi-las acaba tendo que ouvir muitos desaforos.
3. São competitivas e invejosas. Não admitem que alguém saiba mais do que elas ou que alguém faça algo melhor do que elas. Não gostam de reconhecer o sucesso das pessoas, antes, normalmente se entristecem quando percebem que alguém está obtendo sucesso em algo que ela não obteve.
4. São ciumentas. Sentem-se mal ao verem pessoas que lhe querem bem demonstrando carinho para outras pessoas.
Tais pessoas necessitam urgentemente se converterem ao Senhor Jesus, pois é muito improvável que alguém assim, isto é, um coração de pedra, seja realmente convertido.
Coração de Pedra (II)
“Se hoje ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração” (Hb. 4.7)
Na última reflexão vimos que Faraó tinha um coração muito endurecido, isto é, petrificado espiritualmente. Mas o texto de hoje deixa claro que às vezes, nós mesmos, que somos crentes, endurecemos o nosso coração. O texto acima nos diz que não devemos estar com o coração duro quando ouvirmos a voz de Deus. Isto é uma mensagem necessária para nossos dias, pois normalmente só ouvimos a nossa própria voz, isto é, a voz do nosso próprio coração enganoso. Então, quando Deus fala conosco, nós ignoramos, porque não nos interessa ouvir coisas que não está de acordo com o nosso coração. Quem endurece o coração quando ouve a voz de Deus, torna-se uma pessoa mais ou menos assim:
1. Insensível. Não percebe os sentimentos das pessoas e jamais entende o verdadeiro valor da vida, pois a vida só tem sentido se for carregada de ternura, candura e amor. Mas um coração de pedra jamais pode ter esses sentimentos, pois nas pedras não brotam essas sementes, especialmente a principal semente que é a Palavra de Deus.
2. Bruto. Alguém disse que “os brutos também amam”, mas não é verdade, pois quando ele experimenta o amor, certamente deixa de ser bruto. A brutalidade nada mais é do que a carência de algo suave que lhe penetre o coração. Mas se o coração for de pedra, jamais poderá entrar algo suave nele. O poeta Vinícius de Morais disse: “Ai de quem não rasga o coração! Esse não vai ter perdão”.
Conclusão.
A voz de Deus (que é a Palavra de Deus) às vezes vem sobre nós para nos converter e nos modificar, afim de que sejamos plenamente felizes. O problema é que muitas vezes endurecemos o coração e rejeitamos essa voz, e por causa disso perdemos as bênção que o Senhor tinha reservado para nos dar. Portanto, meus queridos, não sejam insensíveis nem brutos, pois isso acaba com o ser humano. Então “se hoje ouvirdes a Sua voz, não endureçais o vosso coração”.
Coração de Pedra (III)
“…Ainda não considerastes, nem compreendestes? Tendes o coração endurecido”
(Mc. 8.17)
Introdução
Nas duas reflexões anteriores vimos que o ser humano que tem coração de pedra normalmente é alguém orgulhoso, teimoso, competitivo, ciumento, bruto e insensível. Mas a passagem bíblica que escolhemos hoje nos diz que aquele que tem o coração de pedra é, conseqüentemente, alguém que ‘não considera, nem compreende’. Este texto fala sobre a preocupação dos discípulos com o fato de não terem levado pão no barco. Assim ficaram com medo de lhes faltar alimento. Diante disso foi que Jesus lhes disse o que está escrito no versículo acima. Jesus os repreendeu porque eles não tinham fé. Estavam com Jesus dentro do barco e tinham medo de morrer de fome. Isso é ou não é falta de fé? Assim sendo, os que têm coração de Pedra são pessoas que:
1. Não têm fé. É lógico, uma pessoa com um coração petrificado, endurecido, jamais conseguirá crer na providência de Deus. Mesmo que Deus more no barco junto com ela, sua confiança sempre estará nos seus bens, naquilo que possui. Um coração assim não tem chances de conhecer verdadeiramente a Deus, mesmo que freqüente a igreja e participe de todos as suas reuniões.
2. Não consideram. Os discípulos não levaram em consideração o fato de que ter Jesus em nosso barco é mais importante do que ter pão. Jesus ficou ofendido com a preocupação deles. Deus também se ofende conosco quando resmungamos por coisinhas que nos faltam. Ele se entristece porque não consideramos que a Sua presença em nosso barco é mais importante do que qualquer coisa.
3. Não compreendem. Realmente, quem tem um coração de pedra não compreende que os bens espirituais são infinitamente superiores aos materiais. Jesus perguntou-lhes com um certo espanto: “Vocês não compreenderam?” Ele esperava que cada um deles compreendesse que aquele barco era um barco de fé que navegava sobre as águas do mar da vida (cheia de problemas, dores, lutas e vitórias para os que têm fé). Mas eles não compreendiam isso. Os que têm o coração endurecido também não podem entender esta verdade. E a verdade é que sem fé não há barco, nem mar, nem vida, nem nada.
Conclusão
O seu barco é a sua vida. Jesus está em seu barco? Não estou perguntando se você é membro da igreja, mas pergunto se encher seu barco de dinheiro e pão é mais importante do que enchê-lo com a presença de Jesus. Às vezes queremos colocar tantas coisas dentro do nosso barco que acaba faltando lugar para Jesus entrar. Isto é características de quem tem o coração petrificado e não consegue confiar totalmente em Jesus.


Coração de Pedra (IV)
“porque, onde está o meu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mt. 6.21)
O que é um coração com pedras ? Nossa mensagem hoje quer falar sobre as pedras preciosas (tesouros) nas quais nosso coração quer morar. No contexto do versículo acima, Jesus está falando para não ajuntarmos tesouros nesse mundo. Pois nosso coração vai querer morar no mesmo lugar em que os nossos tesouros estiverem. Assim, se nosso tesouro está neste mundo, o nosso coração também vai querer estar. Mas se nosso tesouro está no céu, então nosso coração vai querer estar lá também. Nossos corações procuram pelas pedras preciosas (tesouros), mas será duramente cruel se as pedras que nosso coração desejam forem simplesmente pedras preciosas desta vida.
Se as nossas maiores preocupações são as coisas desta vida (comida, bebida, roupas, conforto, trabalho, etc.) isso significa que nosso coração também mora no meio disso tudo. Pois nosso coração só vai querer morar no meio das coisas mais importantes da nossa vida. Se você só se preocupa com as coisas que não têm nada a ver com Deus, isso quer dizer que seu coração mora no meio disso tudo, entende?
Seu coração pode e deve ser um coração com pedras (com pedras preciosas), pedras que simbolizam o tesouro que Deus pôs no peito de cada um dos seus filhos. Essas pedras são tão preciosas que não é possível vê-las com os olhos. E se você quer sentir toda a alegria de possuir esse tesouro, então abra seu coração e deixe que Jesus ponha dentro de você aquilo que nenhum olho jamais viu, que nenhum – a plenitude do Espírito. Esse é o grande e verdadeiro tesouro que Deus reservou para você. Busque-o e será seu!

“…tirarei o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne” (Ez. 11.19).
Querido irmão ou irmã, finalmente estamos terminando esse assunto, e com tantos alertas que fizemos sobre o coração, talvez você já esteja dizendo o que está escrito em Jeremias 4.19: “Áh, meu coração, meu coração! Eu me contorço em dores. Áh, paredes do meu coração! Meu coração se agita”.
Ás vezes temos um coração tão petrificado que nada pode penetrar, mas outras vezes até que nosso coração não está tão duro assim, e mesmo neste caso nada lhe penetra porque existem paredes cercando-o. Se você tem um coração de pedra ou simplesmente tem paredes ao redor do coração, você está distante de Deus e a semente da Palavra de Deus não pode brotar na sua vida. Isso é mais sério do que você possa imaginar. Se você é alguém que não se arrepende de nada do que faz; que nunca aceita opiniões; que nunca muda de idéia, então cuidado! Você está no grupo dos que têm coração de pedra ou têm paredes no coração. E Deus não abençoa esse tipo de pessoas, pois uma das condições para a bênção de Deus nos alcançar é justamente o amolecimento do coração.
Mas eu quero te dar esperanças. No texto acima, junto do nosso título, Deus está dizendo que vai retirar o seu coração de pedra e vai lhe dar um de carne, isto é, um coração sensível, obediente e flexível. Os que têm um coração assim normalmente são pessoas que recebem facilmente as bênçãos de Deus. E eu honestamente espero que você esteja entre estas. Espero que Deus quebre todas as paredes que cercam o seu coração e assim você terá dentro do peito tudo o que você necessitava e que as pedras do coração não deixavam entrar. Você nasceu para ser feliz e servir a Deus de coração e alma limpos. Que Deus abençoe o seu coração!

Pr. Gerson Rosa Souza

2 comentários:

Anônimo disse...

linda mensagem!

Anônimo disse...

Amém, excelente mensagem! Deus abençoe!